Home / Notícias
Aché planeja crescer no mercado externo e acelera lançamentos

Hoje responsáveis por menos de 1 % da receita, as exportações deverão representar mais de 5 % das vendas em 5 anos. Ao mesmo tempo, a farmacêutica, que é a número um no mercado nacional de medicamentos vendidos sob prescrição, está acelerando o ritmo de lançamentos para alcançar R$ 3 bilhões em receita líquida neste ano e chegar a R$ 20 bilhões em 2030. O Aché já tem em curso um programa de registro de medicamentos em diferentes países e a fábrica que será instalada em Pernambuco, mediante investimento de R$ 500 milhões, nascerá com certificação para os grandes mercados mundiais, entre elas a da Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) e a do Food and Drug Administration (FDA), dos EUA, segundo o presidente da companhia, Paulo Nigro. A construção da nova fábrica e de um centro de distribuição no Complexo Industrial Portuário de Suape / PE é peça fundamental na estratégia de internacionalização, tanto pela adição de capacidade produtiva, quanto pela localização estratégica para o comércio internacional. Com tecnologia de ponta e apta a atender mercados super regulados, a unidade fabril, que deve entrar em operação em 2019 também terá base de custo competitiva, segundo o executivo. Aquisições no mercado externo para acelerar a internacionalização não estão nos planos. Segundo Nigro, os esforços estão voltados à consolidação de dois laboratórios recém-comprados ( o gaúcho Tiaraju e o paranaense Nortis ). No ano passado, a receita líquida do laboratório cresceu 15,1 %, para R$ 2,7 bilhões. 

 

Fonte: Valor Econômico














Contract Pharma Brasil.