Home / Notícias
Lilly compra a ARMO BioSciences por US$ 1,6 bilhão

A Eli Lilly está comprando a ARMO BioSciences em um negócio avaliado em cerca de US$ 1,6 bilhão, para aumentar seu pipeline de oncologia imunológica.

Sob o acordo, a Lilly pagará US$ 50 por ação para a ARMO em uma transação em dinheiro, garantindo o acesso ao principal recurso de imuno-oncologia da empresa, o pegilodecakin, estudado em vários tipos de tumores.

O fármaco é uma IL-10 PEGuilada que demonstrou benefício clínico como agente único e em combinação com quimioterapia e terapia inibidora de pontos de verificação, através de vários tipos de tumores.

A pegilodecakina é estudada em um ensaio clínico de Fase III em câncer de pâncreas, bem como em estudos de fase anterior em câncer de pulmão e células renais, melanoma e outros. O ARMO também tem vários outros candidatos a produtos de imuno-oncologia em vários estágios de desenvolvimento pré-clínico.

"A aquisição da ARMO BioSciences acrescenta um promissor ativo de imunoterapia clínica de última geração ao portfólio de medicamentos oncológicos inovadores da Lilly", observou Sue Mahony, vice-presidente sênior da Lilly e presidente da Lilly Oncology.

"Acreditamos que o pegilodecakin tem um mecanismo imunológico único de ação que pode eventualmente permitir que os médicos ofereçam novas esperanças para muitos pacientes com câncer", acrescentou Levi Garraway, vice-presidente sênior de desenvolvimento global e assuntos médicos da Lilly Oncology.

"Dados os recursos que a Lilly, líder em P&D em oncologia, pode utilizar para maximizar o valor do pegilodecakin e do restante do pipeline ARMO, acreditamos que é do interesse da ARMO, de nossos acionistas e dos pacientes que atendemos, que realizemos este negócio”, disse o presidente e CEO da ARMO, Peter Van Vlasselaer.

A transação deve ser concluída até o final do segundo trimestre, sujeita às condições habituais de fechamento.

 

Fonte: Pharmatimes












Contract Pharma Brasil.